logo_claro

No segundo dia

Francisco e Jacinta, como é encher o olhar de Deus?

Levados e envolvidos pela força do sobrenatural, aprenderam a dizer com o Anjo: “Santíssima Trindade, adoro-vos profundamente”.

Foi assente nesta atitude de humildade e de verdade, que o Senhor construiu, nas vossas singelas e breves vidas, um santuário onde Ele mesmo pudesse habitar.

A Deus, escondido nos vossos corações, os peregrinos acorriam e procuravam tocar. De Deus, experimentado e amado no silêncio da vossa adoração, receberam a vida e o tempo, vivido no desejo de apontar, aos homens, o Senhor do qual provém todo o Bem e Verdade.

Santos Francisco e Jacinta Marto, cujos corações hospedaram silenciosamente o Deus único e verdadeiro, rogai por nós.

_______________

Verónica Benedito, asm